Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem


O Ministério Público de Minas Gerais entrou com uma ação civil pública contra o prefeito de Canápolis, no Triângulo Mineiro, por improbidade administrativa. O inquérito foi aberto depois da denúncia de que o prefeito Edilson Alves Santana teria mandado pintar de vermelho vários prédios da cidade. O número 13 também foi colocado nas placas de carros oficiais. A ação propõe que nenhum órgão público seja pintado de vermelho. A ação pede, também, a proibição da distribuição de uniformes escolares para alunos da rede municipal de ensino com a cor vermelha e em doações de vestimentas para a população com a mesma cor. Para o secretário Municipal de Governo, Julio César de Freitas,a intenção nunca foi fazer propaganda política.
 
saiba mais
Na ação, os promotores Luiz Henrique Borsari e Luciana Perpétua Corrêa, pedem ainda que o prefeito, com recursos próprios, retorne as cores originais de todos os bens públicos e imóveis alugados pela Prefeitura por meio de nova pintura. A ação pede ainda, que o prefeito não mais insira o número 13 em placas dos veículos oficiais do município ou promova qualquer outro ato de cunho pessoal que vincule a administração pública à administração dele e do Partido dos Trabalhadores (PT).
O inquérito que deu origem à ação foi aberto depois da denúncia de três vereadores de que o prefeito teria determinado a pintura na cor vermelha de postes de energia, escolas, creches, posto de saúde, quiosques e lanchonetes do Centro, além de adquirir veículos oficiais na cor vermelha e pagar taxa extra ao Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran) para que as placas tenham o número 13. Os promotores argumentam que todos esses atos demonstram que o prefeito está promovendo marketing do partido. O prefeito foi notificado e não encaminhou resposta ao Ministério Público.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Canápolis para ouvir a resposta do prefeito Edilson Alves Santana sobre as acusações. O secretário Municipal de Governo, Julio César de Freitas, respondeu pelo prefeito dizendo que até o momento o governo municipal não havia sido notificado de nenhuma decisão da justiça. “Não fomos notificados da decisão da justiça, tão logo recebermos a notificação iremos nos posicionar a respeito disso”, afirmou.

A intenção nunca foi fazer propaganda política"
Julio César de Freitas - secretário de Governo
Sobre as acusações de que a cidade tenha sido pintada nas cores do Partido dos Trabalhadores, o secretario informou que não são todos os prédios da cidade que estão pintados nas cores vermelho e branco, que existem prédios em outras cores e que a intenção não era fazer propaganda política. “Existem outros prédios em cores diferentes, os que estão pintados nas cores vermelho e branco são prédios que passaram e precisavam de reformas. As cores vermelho e branco também estão na bandeira da cidade. A intenção nunca foi fazer propaganda política. Vamos esperar a decisão da justiça para nos manifestar sobre o assunto”,  finalizou Júlio César.

fonte: G1

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top