Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem



Reinvidicando reajuste salarial de 11,93%; PLR (participação nos lucros e resultados) de três salários mais R$ 5.553,15; piso de R$ 2.860,21; auxílios-alimentação, refeição, 13ª cesta, auxílio-creche/babá de R$ 678 ao mês para cada, dentre outros benefícios, bancários de todo o País cruzam os braços por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (19). A categoria decidiu pela paralisação após um mês e meio de negociações sem acordos com os bancos.

“Tentamos resolver os impasses na mesa de negociações, mas os bancos mantiveram uma postura de intransigência e se recusaram a atender nossas demandas. Não restou outra alternativa para os bancários, se não a greve”, disse a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Jaqueline Mello.

Até agora, quatro rodadas de negociações foram realizadas com os bancos, a última no dia 5 de setembro, e, segundo Sindicato dos Bancários, a contraproposta apresentada por eles não atendia a nenhuma das reinvidicações da campanha. "Por isso temos de construir uma greve forte para pressionar os bancos e garantir a retomada do diálogo”, explicou a presidente.

FENABAN - A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou uma proposta aos bancários que prevê um reajuste de 6,1% sobre os salários, pisos e verbas salariais. PLR de 90% do salário mais valor fixo de R$ 1.633,94 e e parcela adicional da PLR de 2% do lucro líquido dividido linearmente a todos os bancários.

Jornal do Commercio

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top