Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem


O problema da erosão resulta essencialmente de um conflito entre um processo natural, o recuo da linha de costa, e a atividade humana, a solução do problema passa necessariamente pela questão do uso do solo na zona costeira. As Tentativas de se estabilizar a posição da linha de costa através de obras de engenharia a exemplo de quebra-mares, espigões, enrocamentos, etc., tem se mostrado ineficientes em controlar o fenômeno, e geralmente implicam na destruição da praia recreativa. 

 
Enrocamento arrumado, praia de Piedade, Jaboatão do Guararapes - PE

 
Espigão na praia de Iracema, Fortaleza -CE


As experiências apontam que na maioria das obras costeiras rígidas o controle do processo erosivo quando ocorre, no máximo transferem a erosão para áreas adjacentes.

 
Engorda de Praia Conceição da Barra - ES


As obras costeiras flexíveis especificamente as engordas artificiais de praia, que consistem na acreção de praia através de dragagem de areia não contaminada. Estas obras quando viáveis do ponto de vista técnico apresentam no bojo de suas intervenções obras rígidas complementares, na tentativa de fixar o material flexível prorrogando a durabilidade da obra para eventual manutenção. Como há necessidade de manutenção em media a cada cinco ou seis anos com reposição do material flexível, significa dizer que essas obras podem até num determinado momento controlar o processo erosivo, mas não estabilizam o perfil de praia, isto é, o local permanece com erosão.

 
Bagwall, praia do Icaraí, Caucaia - CE

Diante do dilema, encontrar uma solução com eficácia que seja rígida o suficiente para conter o avanço do mar e flexível o suficiente para aumentar a capacidade de recuperação da praia é a grande questão a ser resolvida.

BLOG DO MARCO LYRA

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

2 comentários:

  1. Caro Álvaro Mello,
    Agradeço a publicação do artigo no seu Blog. Me coloco à disposição para ajudar a você e os amigos de Ponta de Pedras a encontrar a solução para o problema.

    ResponderExcluir
  2. Caro Marco Lyra, bom dia!
    Amigo tenho lido várias publicações suas sobre proteções costeiras, queria se possível uma sugestão de um especialista com o Sr. de uma solução simples, para um problema que tenho enfrentado pontualmente, sempre nessa época do ano o mar avança (duas vezes: na lua nova e na lua cheia), estou no litoral do Ceará e o mar esse ano avançou muito e destruiu boa parte da frente do terreno, cercas e e o que tinha pela frente.
    Teria algo simples pra recomendar que suporte esse avanço ou diminuia os impactos? (já me sugeriram pedras, aneis de concreto com sacos de areia, só sacos de areia) mais todos me parecem "descatáveis" não durarão muito como as pedras pequenas fazendo degraus ou sacos de areia, ou então me parecem muito onerosas, feitas com anéis de concreto+pedras+concreto+sacos de areia, pois a extensão é de 120m.
    fico grato em receber uma opnião tão valorosa como a sua, na realidade seria uma recomendação.
    muito obrigado.

    Wellington Albuquerque (graduando em engª)
    wellalbuquerque@gmail.com

    ResponderExcluir

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top