..

..
clique na Imagem

PierNet Telecom

PierNet Telecom

Style2

Envie sua Denúncia

Envie sua Denúncia

Mais Informações Clicar na imagem




De acordo com o comandante da 1ª CIPM/PB, Major Melquesedec Lima, o crime possui características de execução.

O proprietário da empresa de segurança Raio, Novaes Sena, de 38 anos, foi morto com cerca de cinco disparos de arma de fogo, em uma localidade conhecida como Capim de Cheiro, no município de Caaporã, no Litoral Sul da Paraíba. O homicídio foi registrado por volta das 19h, desta quarta-feira (18), quando saía do trabalho e estava voltando para casa em sua moto, quando foi interceptado pelos algozes e baleado.

De acordo com informações da polícia local, os tiros atingiram principalmente a cabeça da vítima que morreu no local. Muito conhecido e querido na região, Novaes realizava trabalhos na área de segurança privada em eventos no Litoral Sul da Paraíba e em Goiana, na Região Metropolitana do Recife, gerando empregos provisórios para dezenas de pessoas. Ele também trabalhava como segurança na 25ª Vara da Justiça Federal na cidade de Goiana.

De acordo com o comandante da 1ª CIPM/PB, Major Melquesedec Lima, o crime possui características de uma execução. “Ele estava de moto e armado, não levaram a moto e nem a arma que ficou ao lado do corpo”, informou o Major.

As Polícias Civil e Militar estão neste momento em busca dos criminosos que adentraram em um canavial na divisa entre os estados da Paraíba e Pernambuco.

A polícia já tem uma linha de investigação para o crime que pode ser queima de arquivo, mas não divulgou detalhes das investigações.

Portal do litoral-PB










Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top