Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem




As festividades de fim de ano oferecem a oportunidade de visitar familiares e amigos que moram longe, ou, simplesmente, conhecer lugares. Mas o que ninguém deseja é se deparar com um grande engarrafamento ao pegar a estrada. Porém, esta foi a situação que aconteceu no feriado de Natal com milhares de motoristas que precisaram passar pela BR-101 Norte, nas proximidades da entrada de Goiana, Mata Norte do Estado. Devido a uma revitalização em uma ponte, nas imediações do quilômetro 5, somente uma faixa está liberada para os dois sentidos da via. O resultado disso tudo são duas grandes filas de veículos e um atraso considerável na viagem. O que esperar para o feriadão de Réveillon?

“Todos os dias passamos por essa situação. Chego a duplicar o tempo da minha viagem parado aqui e a situação é muito pior nas sextas-feiras e nos feriados”, revelou o motorista Wildeci Batista, 44 anos, que todos os dias passa pelo local em direção à cidade de Cupiçura, na Paraíba. Com o feriado do fim de ano, a expectativa no aumento da demanda de veículos que circularão neste trecho tende a aumentar, o que passa a ser mais um problema para os motoristas. “Amanhã (hoje) vai estar pior, porque as pessoas vão largar do trabalho e querer viajar”, pontuou Wildeci Batista.

Naquele ponto está sendo realizado o alargamento da antiga ponte da cidade, obra que faz parte da duplicação da BR-101, em uma parceria entre o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e o Exército do Brasileiro. Por isso, dois semáforos foram instalados no local para que seja feito o controle da passagem de veículos e dois trabalhadores realizam o monitoramento com as placas de “Pare e Siga”. Isto porque, a ponte, que possui duas faixas, foi limitada a uma largura de apenas três metros. Por isso, os veículos só passam de forma fracionada. Por se tratar de um canteiro de obras, o fluxo de veículos de grande porte também é muito alto.

O que torna a situação ainda pior é que não existem rotas alternativas, o que faz com que os motoristas fiquem reféns desta situação. “Somente no caso de cargas excepcionais é que realizamos outra rota, pela BR-104 (estrada que corta o Agreste de Pernambuco). A conclusão desta obra é para fevereiro do próximo ano”, disse o chefe do Serviço de Engenharia do DNIT, Emerson Valgueiro de Morais. Segundo ele, dos 41,4 quilômetros de obras no trecho entre Igarassu e Goiana, somente há um quilômetro restante. A conclusão total da obra esta prevista para o dia 30 de abril. A rodovia vem sendo duplicada há sete anos.





Fonte: Folha PE

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top