Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem



No mês passado, a Polícia Civil fechou um abatedouro clandestino

Uma tonelada e 300 kg de carne de jumento foi apreendida na madrugada desta terça-feira (13), em Limoeiro, no Agreste pernambucano. O material era transportado em uma Kombi branca de placa BOH 6742, dirigida por Gilson Gine Belamirno, de 58 anos. No veículo estava ainda um adolescente de 17 anos, que teria sido contratado por R$ 30 reais para ajudar no transporte. A carne tinha como destino o mercado público e açougues de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, e seria vendida misturada com carne de boi, por R$ 7 o quilo.

A polícia chegou até o homem por meio de uma ligação anônima, que dava conta do transporte que seria feito em uma Kombi branca, do bairro Pirauira. A carne vinha de um abatedouro clandestino, também localizado no município. Segundo a Polícia Civil, responsável pela apreensão, Gilson já teve passagem pela polícia, pelo mesmo crime, há cinco anos, pelo qual respondeu em liberdade, assim como os de estelionato e falsidade ideológica.

Os suspeitos, assim como o material, foram levados à delegacia de Limoeiro. O garoto foi liberado e Gilson encaminhado à Penitenciária de Limoeiro, onde responderá por crime contra relação de consumo e corrupção de menor, podendo pegar de até nove anos de prisão. A carne foi incinerada e deixada no lixão da cidade e a Kombi permanece na delegacia de Limoeiro.

A comercialização da carne de jumento não é permitida pela Vigilância Sanitária. No último dia 23, a Polícia Civil fechou um abatedouro clandestino localizado na rua da Gruta, nº 37, Bairro Bela Vista, periferia do município. Segundo denúncias, o local era usado como depósito de animais equinos onde eram feitos os abates de jumentos.

Na residência foram encontradas cinco pessoas: Sérgio Rodrigues Lino, 34 anos, José Rafael da Silva, 21, Carlos Eduardo Ferreira da Silva, 27 anos, Cristiano de Lima Silva, 26, e Waldir Rogério da Silva Oliveira, 30 anos. Todos foram presos e autuados em flagrante delito pelos crimes contra a saúde pública e formação de quadrilha e após os procedimentos na delegacia foram recolhidos à Penitenciária de Limoeiro. No local a polícia encontrou seis jumentos vivos e peças inteiras de animais abatidos.

Folha de Pernambuco




Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top