Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem











































Se as eleições municipais fossem hoje, o governador Eduardo Campos, que traçou uma meta de eleger prefeitos em várias cidades do Estado em 2012 e se fortalecer ainda mais para uma eventual disputa presidencial, teria muita dificuldade para concretizar sua estratégia.

É que ele, embora seja um cabo eleitoral de peso, com índices de aprovação recordistas em Pernambuco, corre sério risco de não fazer os seus prefeitos em municípios estratégicos do Interior e Região Metropolitana.

Em Caruaru, maior cidade do Agreste, o prefeito José Queiroz (PDT), que ainda conta com o apoio do Palácio das Princesas, enfrenta desgastes e viu os seus índices de aprovação despencaram nos últimos meses, enquanto a pré-candidata da oposição, a ex-deputada Miriam Lacerda (DEM), abriu 12 pontos de diferença na corrida municipal, segundo a última pesquisa do Instituto Exatta.

O fato levou o seu correligionário, o vice-governador João Lyra Neto, a criticar a gestão e ameaçar um “Plano B”, que pode não ser bem sucedido e acabar entregando o ouro aos opositores.
No município de Jaboatão dos Guararapes, o PSB de Eduardo tenta emplacar o nome do deputado estadual João Fernando Coutinho e encontra sérias resistências. O Palácio das Princesas já acendeu o sinal vermelho e vem monitorando a movimentação do prefeito Elias Gomes (PSDB), pré-candidato à reeleição, que lidera com folga todas as pesquisas e pode eleger mais dois gestores em duas importantes cidades: Cabo e Moreno.

No Cabo de Santo Agostinho, a preocupação do Palácio é o crescimento do filho de Elias, o deputado estadual Betinho Gomes (PSDB), em primeiro lugar no ranking dos prefeituráveis. Ele tem deixado para traz o eduardista Vado da Farmácia. Em Moreno, Adilson Gomes Filho, herdeiro político do pai Adilson Gomes, enfrenta Vavá Rufino, também do PSDB. Dilsinho, como é conhecido o afilhado político de Eduardo Campos, até tem chances de ser o prefeito, desde que consiga unir a Frente Popular, tarefa não muito fácil.
Em Garanhuns, o governador enfrenta outra árdua batalha. Tentou impor o nome do companheiro Antônio João Dourado, no que a população não aceitou e vem fazendo um verdadeiro massacre ao pré-candidato. Naquela cidade, há dúvidas se o governador irá levar a indicação até as últimas consequências.

Outro município que tem dado dor de cabeça ao governador é Paulista. Lá, o candidato do PT, Sérgio Leite, lidera a disputa com 24% das intenções de voto, enquanto que o socialista Júnior Matuto disputa com Speck o segundo lugar, com 16%, segundo a sondagem do Instituto Opinião, publicada por este blog. Ainda restam cidades como Petrolina, Goiana, Araripina, Surubim e Serra Talhada que têm a preferência de Eduardo e onde o governador espera fazer os seus prefeitos.

Rivânia Queiroz(Blog Magno Martins)

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

1 comentários:

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top