Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem



Aconteceu nos dias 10 e 11 de dezembro, o I Seminário de Saúde Mental de Goiana. O evento, que abordou a temática do álcool e outras drogas no contexto da Atenção Primária, reuniu profissionais e gestores da saúde de Goiana e de outros municípios que compõe a XII GERES (Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Férrer e Timbaúba), entre eles coordenadores da atenção básica, da saúde mental e da assistência farmacêutica, além de enfermeiros, médicos e dentistas.
 Durante o primeiro dia do Seminário, cerca de 100 participantes discutiram a Saúde Mental no âmbito regional, destacando a importância da implantação dos dispositivos da rede de saúde mental nos municípios.
As explanações da mesa redonda ficaram por conta de Lea Lins, Coordenadora Estadual de Saúde Mental, Daniele Uchoa, Gerente da XII Regional, William Gomes, Coordenador de Saúde Mental de Goiana, Marcela Lucena, Técnica de Saúde Mental da Prefeitura do Recife e do Promotor de Justiça de Goiana, Fabiano Saraiva.
A implantação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), a reforma psiquiátrica e seus reflexos nessa rede de assistência foram alguns dos temas debatidos. Segundo William Gomes, “O Seminário sensibilizou gestores, capacitou profissionais e capilarizou as políticas de condução da assistência ao paciente de saúde mental de Goiana e da região, uma vez que, apenas três municípios, incluindo Goiana, possuem dispositivos de saúde mental para assistir seus pacientes”.
 Na quarta-feira, o psiquiatra Gustavo Arribas, técnico de referência da Secretaria Estadual de Saúde, apresentou à plateia o quadro clínico e as intervenções necessárias diante do uso de drogas como crack, maconha, álcool, benzodiazepínicosentre outros. Para ele, a atenção básica, que é a porta de entrada do SUS, deve ser o momento crucial e estratégico na identificação do uso e dependência de droga, de forma que futuras complicações possam ser evitadas.
O I Seminário de Saúde Mental de Goiana foi uma realização da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde e contou com o apoio da XII GERES, Secretaria de Saúde de Pernambuco, Prefeitura do Recife e Churrascaria O Gauchinho.
 Assistência à Saúde Mental em Goiana
Atualmente, Goiana conta com o CAPS II (Centro de Atenção Psicossocial), que funciona durante a semana e em regime de plantão aos sábados e domingos. No próximo ano, esse Centro será transformado em CAPS III Regional e passará a funcionar 24 horas, atendendo à população adulta de Goiana e das cidades que compões a XII GERES.
Ainda para 2014, está programada a implantação da Residência Terapêutica, que será um local de moradia para as pessoas com transtornos mentais que permanecem em longas internações psiquiátricas e estão impossibilitadas de retornar às famílias de origem.
Além disso, serão estruturadas uma Unidade de Acolhimento Infantil, o CAPS AD (Álcool e Drogas), CAPS I Municipal em Tejucupapo, o CAPS Regional e a Unidade de Acolhimento Infanto-Juvenil. Seis leitos serão disponibilizados para o tratamento da saúde mental. Dois na Unidade Mista de Tejucupapo e quatro no Hospital Belarmino Corrêa.





Secom

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top