..

..
clique na Imagem

Style2

Envie sua Denúncia

Envie sua Denúncia

Mais Informações Clicar na imagem

Profissionais da unidade da Jeep, em Goiana, vão produzir 250 mil veículos por ano. Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press


O Polo Automotivo Jeep, em Goiana, precisará de líderes a partir de 2015. Serão 180 inicialmente, até chegar a um total de 250 pessoas que vão liderar um grupo de 1,5 mil profissionais para produzir 250 mil veículos por ano. Além disso, o futuro centro de pesquisa e engenharia trará para Pernambuco mais oportunidades de empregos de nível de engenharia e técnico.  Pelo planejamento, serão 500 engenheiros no futuro centro, a ser instalado onde hoje está a Fábrica Tacaruna. A dica dos diretores é: além da formação técnica, interessados em atuar no grupo precisam abraçar o perfil comportamental, de vestir a camisa Jeep. 


De acordo com o diretor mundial de manufatura do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Stefan Ketter, os líderes são pessoas desafiadas diariamente a realizar a gestão de células produtivas, garantindo o cumprimento absoluto das metodologias de qualidade pelos comandados, de acordo com as metas de produtividade. “Por ser umas das fábricas mais modernas do grupo e integrar mais aparatos tecnológicos, o ganho dos profissionais que atuarem na unidade Jeep, em Goiana, é a possibilidade de trabalhar em uma equipe de alta performance, um diferencial para o desenvolvimento de qualquer profissional”, destacou. 



“Além de tudo, as pessoas precisam estar preparadas para entrar no grupo, de ter a marca Jeep na camisa, localizada perto do coração. Esses profissionais serão líderes-chave para o processo de qualidade, que é nossa prioridade. Então precisam ser proativos na gestão, motivados e com brilho nos olhos. Buscamos técnicos e engenheiros que sejam movidos pela paixão e interessados na construção de uma sólida carreira no grupo”, detalhou Ketter.



O Jeep Renegade será o primeiro produto a sair, em 2015, da nova fábrica de Goiana, Pernambuco, Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no mundo. Ele já é produzido na Itália e será feito na China em 2016, com vendas em mais de 100 países, sempre com a mesma qualidade construtiva. “Alguns engenheiros pernambucanos já produziram o Renegade fora do Brasil e agora vão fazer aqui, seja atuando como multiplicador ou em produção”, complementou o diretor de Recursos Humanos do grupo FCA, Adauto Duarte.



No início do mês, o grupo anunciou a formação de uma ampla parceria em educação com universidades e instituições de ensino superior, técnico e profissional de Pernambuco e Paraíba. O resultado da iniciativa pode tornar, nos próximos anos, a região Nordeste em um polo mundial de desenvolvimento e produção de veículos e de geração de conhecimento em engenharia automotiva e são os profissionais que o grupo quer.

Diário de Pernambuco

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top