Acess

Acess

Mais Informações Clicar na Imagem

..

..
clique na Imagem

Style2



Inscrições de trabalhadores e trabalhadoras da pesca artesanal, marisqueiros e marisqueiras podem ser feitas em 16 municípios

Termina nesta quinta-feira, 27 de abril, o cadastramento do programa Chapéu de Palha no Litoral do Estado. As inscrições e a entrega dos cartões de frequência estão ocorrendo em 16 municípios: Abreu e Lima, Barreiros, Cabo de Santo Agostinho, Goiana, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Recife, Rio Formoso, São José da Coroa Grande, Sirinhaém e Tamandaré.

Podem se cadastrar trabalhadores da pesca artesanal, marisqueiros e marisqueiras maiores de 18 anos. No ato da inscrição é necessário apresentar originais e cópias dos documentos de identidade, CPF, carteira de trabalho, comprovante de residência, Registro Geral da Atividade Pesqueira (RGP) e o cartão Cidadão ou do Bolsa Família. Pescadores aposentados ou que estejam recebendo benefícios do INSS ou do Defeso não podem se cadastrar. Para saber sobre os locais de cadastro ou tirar qualquer dúvida, o interessado pode ligar gratuitamente para o número 0800.282.5158. 

O Chapéu de Palha é coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e este é o 11º ano consecutivo do programa, desde que foi reeditado pelo Governo do Estado em 2007, sendo que a modalidade da pesca foi instituída a partir de 2011. Durante o período em que ficam impossibilitados de pescar, os trabalhadores inscritos no Chapéu de Palha recebem uma bolsa complementar ao programa federal Bolsa Família de até R$ 256,42.

“Mesmo com todas as dificuldades financeiras, o Chapéu de Palha é uma prioridade para o governador Paulo Câmara. Estamos fazendo um esforço para continuar cadastrando os beneficiários em todas as modalidades do programa e para pagar as bolsas em dia”, diz Márcio Stefanni, secretário estadual de Planejamento e Gestão.

No ponto de cadastro localizado em Brasília Teimosa, no Recife, o movimento é grande desde a segunda-feira (24/04), dia em que iniciou o processo de inscrição. Alexandre Moreira dos Santos, 41 anos, pescador e morador de Brasília Teimosa, participa do programa pela primeira vez. “O Chapéu de Palha é uma ajuda muito boa para quem depende da pesca artesanal”, afirmou. Já Ednaldo José dos Prazeres, de Santo Amaro, se cadastrou pela 5ª vez consecutiva. “O Chapéu de Palha é muito importante para quem trabalha com pesca artesanal, ‘quebra o galho’ quando a gente está impossibilitado de pescar”, disse Ednaldo.   

Só em 2015 e 2016, o Chapéu de Palha da Pesca beneficiou 17.457 pessoas. Em todas as modalidades, nos primeiros dois anos do governo Paulo Câmara, quase 100 mil pessoas participaram do programa. Em 2017, já foi realizado o cadastramento do Chapéu de Palha da Fruticultura Irrigada e o da Pesca no Sertão e no Agreste. Já os trabalhadores que se encaixam no Chapéu de Palha Cana de Açúcar poderão se inscrever no programa de 8 a 12 de maio, na Mata Norte, e entre 22 e 26 de maio, na Mata Sul.

Assessoria

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top