..

..
clique na Imagem

PierNet Telecom

PierNet Telecom

Style2

Envie sua Denúncia

Envie sua Denúncia

Mais Informações Clicar na imagem







Resultado de imagem para FADIMAB







CARTA ABERTA aos colegas professores, Comunidade Acadêmica da FADIMAB e sociedade goianense, Goiana-PE


Toda nossa vida, seja em que atividade for, sempre nos traz lembranças que gostaríamos de apagar de nossas memórias e lembranças que procuramos preservar. Muitas vezes aqueles momentos gratificantes que procuramos preservar, posteriormente são postos à prova, e lastimamos os retrocessos  os descaminhos que se apresentam na nossa história, indignando-nos como pessoa e/ou como profissional.

Existem determinadas relações que se criam entre as pessoas, entre as pessoas e as instituições, que nos surpreendem e nos espantam  comparando-as com as relações de ontem. Não se trata de sentimentos alimentados pela nostalgia. Mas alimentados pela decepção, pelo não conformismo, pelo descrédito e quem sabe, pela revolta, diante de acontecimentos não apenas testemunhados, mas documentados.

Os fatos que acontecem nestes últimos anos envolvendo corpo discente, docente, Diretor da FADIMAB, órgãos deliberativos da Instituição, chegou a um ponto que acho difícil uma conciliação, a volta à normalidade, em que a maioria da comunidade universitária readquira momentos de paz e de esperanças, cortando pela raiz as causas de tantos males e insatisfações, que culminam com a perda de perspectivas, e a disseminação da insegurança e medo entre discentes e docentes dessa instituição,  

Salta a vista, as situações criadas pelo atual Diretor da Instituição por não atender à deliberação do Órgão máximo da FADIMAB que pediu o seu afastamento para abertura de um inquérito administrativo, para apuração de irregularidades documentadas, de assédio moral contra docentes, de desrespeito à legislação interna da Faculdade, de atitudes que ferem a ética e a disciplina dentro e fora das salas de aulas, de agressões contra professores e Coordenadores de Curso, das ameaças ao corpo docente, de desregramento das atividades didático-pedagógicas. 

 Como querem fazer crer, não se trata de um GRUPO que luta para tomar o poder. As irregularidades não são de agora, pois o Diretor da Faculdade repete neste ano de 2018,  atitudes talvez mais graves comprando-as com as que provocaram a abertura anterior de um processo administrativo pela Procuradoria Geral do Município de Goiana. (Portaria GAB. Nº 264/2017). E não foi um GRUPO, o responsável pela abertura deste processo, mas a própria MANTENEDORA.

Talvez estes meus sentimentos, seja resultado de todo um passado de convivência, de tolerância, de respeito, quando eu fazia parte do corpo docente dessa Instituição (a antiga FFPG) nos anos 80.

Conflitos existiam, em que se chocavam as reivindicações salariais, dos docentes sob orientação da ADESGO (Associação dos Docentes do Ensino Superior de Goiana), e as posturas da Direção e da Autarquia (AMESG), compreensíveis até. Afora as questões de aumento do valor da h/aulas, não me recordo de fatos lastimáveis e  degradantes como os que marcam estes últimos anos de existência  da FADIMAB.

Explicações? 

Afinal de contas, nunca fomos chamados de incompetentes. Nunca houve desrespeito ás deliberações da Congregação ou do Conselho Departamental ebo Regimento sempre foi respeitado. Nunca professores ou Coordenadores de Cursos, fomos vítimas de agressões verbais de alunos, sem que os mesmos fossem penalizados. Nunca, Diretor ou Coordenador de Graduação, fiscalizamos o professor em sala-de-aula. Nunca se interferiu na autonomia do professor na elaboração do seu plano de ensino. Nunca se reduziu carga horária de professor indevidamente ferindo a legislação municipal que rege os Servidores. 

Haverá explicação para que todo esse quadro tenha se estabelecido? Mudaram os professores? Ou mudou o papel do Diretor da Instituição? É até possível. Uma vez que o DIRETOR não se considera professor, como ele propala aos quatro ventos, mas DIRETOR. E sendo apenas DIRETOR, não pode agir, pensar, sentir, como PROFESSOR que todos somos.

ALUIZIO MOREIRA
Fui professor da FADIMAB (na época FFPG) na década de 80 e mais recente do Curso de Direito da Instituição.

Apoiando o movimento em respeito á Congregação e ao Regimento Interno  da FADIMAB assinam EX PROFESSORES e ALUNOS DA FFPG hoje FADIMAB.

- Nivaldo Bezerra de Lima;
- Maria do Carmo Barbosa de Melo;
- Liliane Vieira da Silva;
- Maria do Carmo Coelho;
- Renata Gusmão; 
- Ivan Rodrigues de Oliveira;
- Paulo Felipe Paschoal Perrusi,
- Neto Dantas;
' Maria Helena dos Santos;
- Fernando Bezerra Mariano;
- Jammes Araújo;
- Severina Anacleto de Lima;
- Renata Gomes;
- Getúlio Emmanuel Freitas do Nascimento;
Hanna Carolinne Silva do Nascimento.

Sobre Comunidade em Movimento

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top