Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem

A Câmara Municipal de Goiana solicitará, na próxima terça-feira, requerimento com informações sobre o débito geral da Prefeitura com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), que, por falta de pagamento cortou, ontem, a energia que abastece o prédio da Secretaria de Administração e Finanças, conforme revelou o vereador Carlos de Joca (PSB), um dos nomes cogitados para a sucessão do prefeito Henrique Fenelon (PCdoB).

“Hoje (ontem), por volta das 15h, vi a equipe da Celpe cortando os cabos de energia do prédio e ouvi falar que mais três anexos da prefeitura estavam para passar pela mesma situação por falta de pagamento. Essa já é a segunda vez que isso ocorre. Da última, foram instalados geradores para fazer o fornecimento. Diante disso, os parlamentares se comprometeram em fazer essa cobrança”, declarou o socialista.

Ontem, por meio de sua assessoria de Imprensa, a Celpe informou que restabeleceu o fornecimento de energia do prédio da Secretaria de Finanças de Goiana e da quadra de esportes do município. A religação das unidades consumidoras foi realizada, à tarde, mediante comprovação de pagamento do débito das faturas que estavam em aberto. Mas até o início da noite de ontem o prédio da secretaria, que fica na principal rua da cidade - Marechal Deodoro da Fonseca -, ainda estava às escuras, segundo revelou, em reserva, uma outra fonte ligada à Câmara.

Mas os problemas administrativos da atual gestão não se restringem apenas aos pagamentos atrasados feitos à Celpe. “O município está enfrentando muitas outras dificuldades, como o atraso de pagamento do Fundo de Previdência (GoianaPrev). Essa é a quinta vez que o prefeito solicita o parcelamento da dívida. A última vez, em fevereiro, o débito atingia a casa dos R$ 2,225 millhões. Inclusive, também pedimos à Prefeitura informações sobre o montante da dívida, e os vereadores assinaram, com excessão de três vereadores”, declarou Carlos de Joca.

RUÍNAS
Como se não bastasse, ainda de acordo com Joca, há mais de um ano o prédio, onde funcionava a sede da Prefeitura de Goiana, está com suas instalações desativadas. “A sede da Prefeitura está acabada, entregue às baratas. O prefeito tem dado expediente nas secretarias de Ação Social, Assuntos Jurídicos, de Desenvolvimento e na casa de vereadores aliados. Ele (Henrique Fenelon) só não aparece para dar expediente onde deveria, que é no prédio em ruínas. Estou todos os dias na Câmara e não o vejo há mais de um mês. Só sei que a cidade está um verdadeiro caos. O que me envergonha é ver a cidade recebendo grandes investimentos, como os polos Automotivo e Farmacoquímico e estar numa situação dessas”, lamentou o parlamentar.


Fonte: Folha de Pernambuco
e através do site da Camara Municipal de Goiana

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top