Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem



Governo do Estado diz que negociações para fim da greve estão avançando

As esperanças parecem ter voltado às obras do Centro Integrado de Ressocialização (CIR) de Itaquitinga, no município de mesmo nome, na Zona da Mata Norte do Estado, que estão paradas desde julho. O secretário de Governo, Lauro Gusmão, disse que a paralisação tende a ser encerrada até o fim do ano, devido ao avanço das negociações entre os trabalhadores e a Advance Construções e Participações Ltda, empresa baiana responsável pela construção. Com isso, para a alegria da população da Ilha de Itamaracá, o CIR deve ser entregue no primeiro quadrimestre de 2013.


“Por enquanto, não podemos revelar os detalhes das negociações, mas estamos confiantes quanto ao retorno da obra até dezembro”, disse Lauro Gusmão. De acordo com o secretário, 85% da construção do complexo prisional está concluída. Tendo em vista este cenário, Gusmão afirmou que a Advance continuará respondendo pelo projeto, que engloba inclusive a concessão para administrar o CIR, fruto de uma Parceria Público-Privada (PPP), por um período de 33 anos.


A notícia, entretanto, não é vista com otimismo pelo Sindicato da Construção Civil de Pernambuco (Marreta). A presidente do Marreta, Dulcilene Morais, lembrou que a dívida da empreiteira com os trabalhadores chega a R$ 1 milhão. Já a pendência com os fornecedores da Região onde está sendo erguido o presídio é estimada em R$ 3 milhões. “Acho difícil essa obra estar pronta tão cedo, tendo em vista que 100% da mão de obra está parada”, declarou.


De acordo com Dulcilene, a Advance não cumpriu o prazo de pagamento, que deveria ter sido realizado no último dia 15. “Se até segunda (hoje) o pagamento não for efetivado vamos entrar com uma ação coletiva junto ao Ministério do Trabalho contra a empresa”, afirmou. Além disso, a presidente do Marreta garantiu que também irá tomar medidas para que o Governo do Estado revogue a concessão de administração da construtora. “Por que eles estão dando tanta moral para uma empresa baiana que não está nem aí para o presídio? Essa concessão tem que ser dada a uma empresa de Pernambuco”, criticou.


A reportagem da Folha de Pernambuco tentou entrar em contato com a Advance Construções e Participações Ltda, com o intuito de repercutir os prazos da Secretaria de Governo, assim co­mo as críticas do Marreta, mas não obteve sucesso até o fechamento desta edição.


FolhaPE

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top