Sigam Nossa Pagina

Style2

Mais Informações Clicar na imagem



Dados do estudo serão utilizados pelo Ministério da Integração Nacional como baliza para definir metas do Plano Diretor Nacional de Irrigação
 Brasília-DF,– Cerca de 30 milhões de hectares com potencial para irrigação no Brasil. Essa será a área mapeada pelo estudo ‘Tendências e Oportunidades da Agricultura Irrigada no Brasil’ para compor o Plano Diretor Nacional de Irrigação. A iniciativa é coordenada pela Secretaria Nacional de Irrigação (Senir), do Ministério da Integração Nacional. A previsão é de que Ceará, Bahia, Espírito Santo e Pernambuco sejam os próximos estados a receberem a visita dos técnicos do estudo. 

“Um dos ganhos dessa estratégia é fazer o acerto com a sociedade. Agora, quem define a política do governo federal é a população”, afirmou o secretário da Senir, Miguel Ivan. De acordo com ele, o Plano busca apontar indicadores, metas e prioridades para a agricultura irrigada. “A grande inovação é que irrigar é sobre um arranjo, que incluí empresas ou empreendedores de diversos tamanhos”, afirmou.

O secretário explicou ainda que o Plano é uma das principais ferramentas para a implantação da nova Política Nacional de Irrigação, aprovada no começo deste ano pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidenta da República, Dilma Rousseff. “A nova lei de irrigação trata essa perspectiva de que irrigação não é só para um tipo de pessoa”, ressaltou. Segundo ele, a norma trouxe inovações e diretrizes para a forma como os governos federal e estadual deverão trabalhar a irrigação.

Estudo – O estudo já mapeou áreas em Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo. “Em parceria com os estados, ouvimos as instituições, fazemos o diagnóstico da bacia e criamos um formulário. Ou seja, colhemos um conjunto de informações que nos permitem realizar um planejamento na bacia”, explicou Miguel Ivan.

Com a conclusão do levantamento, o governo federal terá em mãos uma avaliação mais precisa do uso, do potencial e da perspectiva da agricultura irrigada no país. “A ideia é aplicar a irrigação como um instrumento de inclusão de pessoas. Usá-la de forma eficiente, inovadora e respeitando o meio ambiente”.

Potencial - De acordo com o último Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2006, todas as regiões do país apresentam potencial para o uso da agricultura irrigada. O Norte, por exemplo, possui 14,6 milhões de hectares em condições para desenvolver atividades agropecuárias com a utilização de técnicas de irrigação. Já no Centro-Oeste, são 4,9 milhões de hectares disponíveis. Nas demais regiões, esse número se apresenta da seguinte maneira: 4,5 milhões - Sul; 4,2 milhões - Sudeste; e 1,3 milhão - Nordeste. 

O emprego da técnica já tem revelado excelentes resultados pelo Brasil. Em estados como Bahia e Pernambuco, a fruticultura irrigada já permite o desenvolvimento de polos regionais de produção e exportação. No Rio Grande do Sul, por exemplo, a irrigação adquire especial importância nas lavouras de arroz.

Ministério da Integração Nacional
Assessoria de Comunicação Social

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top