..

..
clique na Imagem

PierNet Telecom

PierNet Telecom

Style2

Envie sua Denúncia

Envie sua Denúncia

Mais Informações Clicar na imagem

Foto: Bernardo Soares/Divulgação
Movidos pelo espírito da participação popular e do diálogo social, mais de 600 pessoas estiveram neste sábado (26) em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, para discutir o futuro do Estado na primeira plenária do Pernambuco 14, projeto que visa reunir propostas, ideias e projetos que farão parte do programa de governo do senador Armando Monteiro e do deputado João Paulo, pré-candidatos a governador e a senador do PTB, PT, PSC, PROS e PRB.
 
Durante toda a manhã, populares e representando de diversos segmentos da sociedade organizada da Região Metropolitana Norte do Recife dividiram-se em oito salas temáticas para avaliar temas relacionados às políticas públicas de inclusão social, de saúde, educação, segurança pública, para as mulheres, de infraestrutura e desenvolvimento econômico, entre outros temas.
 
No início da tarde, na plenária final, as propostas foram sistematizadas e apresentadas a Armando e João Paulo, que estavam acompanhados de diversas lideranças políticas, a exemplo do senador Humberto Costa (PT), da presidente do PT estadual, deputada Teresa Leitão, do presidente do PRB, Carlos Geraldo, do presidente do PSC, deputado Silvio Costa, dos prefeitos Mário Ricardo (Igarassu), Paulo Batista (Itamaracá) e Nado (Nazaré da Mata), além do presidente da Força Sindical em Pernambuco, Aldo Amaral, e do ex-presidente da CUT Sérgio Goiana.
 
Armando Monteiro fez questão de dizer que o fundamental para qualquer governo é construir políticas públicas ouvindo as pessoas: “Eu tenho dito que tão ou mais importante que o produto desses encontros, ou seja, as sugestões e proposições que estarão registradas nessas discussões, é o próprio processo de debate, de participação, porque ele em si mesmo constrói uma dinâmica de mobilização”.
 
Por isso, Armando ressaltou que é a sociedade quem tutela os governos e não o contrário. “Estou muito animado a participar dessa luta. Do outro lado, há hoje muita arrogância, há um sentimento de que eles são os donos do pedaço. É como se eles estivessem se apropriado de um território político. Mas o povo de Pernambuco é independente, é altivo, é politizado, não aceita essa noção de que um grupo pode assegurar a continuidade de um projeto apenas pela vontade de alguns poucos”, acrescentou.
 
“Vamos vencer” – Pouco antes de Armando, João Paulo também demonstrou animação e confiança: “Um clima de euforia está tomando conta das ruas e das nossas lideranças, porque vamos ter uma grande vitória. E essa grande vitória é o que vai garantir que a gente avance nas conquistas que Pernambuco teve nos últimos anos graças a decisões importantes do presidente Lula e da presidente Dilma, em todas as áreas, na educação, na saúde, no desenvolvimento”.
 
Humberto: “Nós aqui é que representamos a continuidade”
 
Bastante aplaudido durante a realização da primeira plenária do Projeto Pernambuco 14, o senador Humberto Costa defendeu o fato de que o verdadeiro projeto de continuidade “do progresso e do desenvolvimento de Pernambuco”, hoje, é representado pelo conjunto de forças lideradas por Armando e João Paulo.
 
“Nós é que representamos a parceria que deu tão certo nos últimos anos, iniciada pelo presidente Lula, e que transformou Pernambuco. Eles é que romperam por conta de um projeto de interesse pessoal”, disse Humberto.
 
O presidente da Força Sindical, Aldo Amaral, que comanda entidades representativas de mais de um milhão de trabalhadores no Estado, defendeu com ênfase a eleição de Armando e João. Para ele, é por meio do conjunto de forças ali presentes que o desenvolvimento poderá chegar a todas as regiões: “Pernambuco vai crescer do litoral ao sertão com Armando Monteiro”.

Assessoria

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top