..

..
clique na Imagem

Style2

Envie sua Denúncia

Envie sua Denúncia

Mais Informações Clicar na imagem



A Páscoa é uma das épocas mais esperadas do ano, seja pela riqueza da culinária cheia de comidas feitas à base de coco, como pelos deliciosos ovos de chocolates, cada dia mais elaborados com recheios diversos. No entanto, o que representa felicidade para muitos, pode ser um tormento e mesmo um risco para a saúde de outros, como os diabéticos e as pessoas que têm intolerância à lactose. Mas, para provar que todo mundo pode aproveitar a festa sem culpa e sem prejudicar a saúde, a equipe de nutrição do Serviço Social da Indústria de Pernambuco (Sesi/PE) dá dicas de alimentação.
De acordo com a nutricionista Lídia Bandeira, “páscoa e diabetes é uma combinação possível. Quem sofre com a doença não precisa se restringir ao chocolate diet. Para consumir o chocolate normal, é preciso apenas ter o controle da quantidade de carboidratos diária permitida”. Outra dica para amenizar os efeitos do chocolate sobre a taxa de açúcar no sangue é “consumir o ovo de Páscoa ou as barras de chocolate após uma refeição principal, como sobremesa. A presença de outros nutrientes, inclusive das fibras, faz com que a absorção não seja tão imediata e não eleve tão bruscamente a glicemia”, completa.
Um fator importante é a escolha do tipo de chocolate do ovo ou da barra. Os chocolates feitos com 51% a 75% de cacau são os mais saudáveis, mas por terem um sabor mais amargos costumam não serem muito escolhidos pelas pessoas. Os que contém de 35% a 50% de cacau na composição são considerados os meio-amargos e já atraem mais o público. Os que possuem entre 10% a 25% de cacau são os chocolates ao leite, mas devem ser consumidos em menor quantidade devido ao maior índice de açúcar, leite e manteiga de cacau, que o faz mais calórico. Já o chocolate branco é o que deve ser consumido com muito cuidado, porque não traz muito benefícios para a saúde.
O chocolate diet não tem açúcar na composição, mas a quantidade elevada de gordura, faz com que seu consumo também deva ser moderado. Já a alfarroba, uma planta muito vendida em forma de pó, é uma excelente opção para pessoas intolerantes à lactose e celíacas pelo sabor similar aos do chocolate.
Bandeira faz um alerta "mesmo com toda essa facilidade as pessoas que possuem problema de saúde ou não devem consumir o chocolate com moderação, devido ao alto valor calórico para evitar aumento do colesterol e do peso".
Outros alimentos – Mais dicas para ter uma alimentação saudável na Páscoa é:
·         Evitar o consumo de alimentos muito calóricos na mesma refeição (arroz de coco, feijão de coco, quibebe, bredo de coco, peixe ao coco...). Consumi-los em dias alternados e não repetir a mesma refeição no jantar;
·         Evitar fritar o peixe. O melhor é preferir preparações menos gordurosas, como peixe assado ou tipo escabeche;
·         Reduzir o consumo de chocolate para porções menores. Evitar os ovos de páscoa que possuem recheios (tipo trufados) que são ainda mais calóricos;
·         Outra versão extremamente calórica é o ovo de páscoa de colher devido ao recheio.

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top