Mais Informações Clicar na Imagem

..

..
clique na Imagem

Style2



Criar as condições para a eliminação do déficit de saneamento básico é uma das principais ações do governo federal em curso no Estado de Pernambuco. O governo da presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, com a decisão política de envolver os bancos públicos nos grandes projetos nacionais, financia por meio da Caixa Econômica Federal, parte do projeto de R$ 4,5 bilhões da Parceria Público Privada (PPP), que em 12 anos, vai aumentar a cobertura de saneamento básico de 28% para 90%.

Este projeto vai atender – com 100% do serviço de esgoto – a população de 14 cidades do estado, o que significa beneficiar 3,7 milhões de pernambucanos com mais saúde e mais qualidade de vida. As cidades favorecidas nesta etapa são: Abreu e Lima; Araçoiaba; Cabo de Santo Agostinho; Camaragibe; Igarassu; Ilha de Itamaracá; Ipojuca; Itapissuma; Jaboatão dos Guararapes; Moreno; Olinda; Paulista; Recife e São Lourenço da Mata.

O trabalho nos municípios marca a segunda etapa do programa iniciado há um ano, com as intervenções de manutenção e recuperação de cerca de mil quilômetros de tubulação, serviços de limpeza e desobstrução, a substituição de mil tampas de esgoto e 550 obras de recuperação ao custo de R$ 115 milhões. Dos R$ 428 milhões para 2014, são R$ 230 milhões das parcerias público-privadas e R$ 198 milhões do setor público.

Os recursos auxiliaram na melhoria da prestação de serviços da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Segundo dados da empresa, houve melhoria no sistema de atendimento das demandas. Cerca de 70% das ligações têm sido resolvidas em até 24 horas, e 90%, dentro do período de 48 horas. Três mil solicitações de serviço estão sendo realizadas mensalmente.

Ao todo, o governo Dilma investiu R$ 2 bilhões em saneamento no estado pernambucano, com R$ 73 milhões concluídos, R$ 1,1 bilhão em execução ou em obras e R$ 861 milhões em ação preparatória.
O programa Luz para Todos levou energia, conforto e progresso para os pernambucanos da área rural. Desde 2011, foram realizadas 8.100 ligações, sendo 4.600 para famílias extremamente pobres, com investimentos federais de R$ 51,1 milhões.

Nos oito anos do governo Lula, foram realizadas 98.000 mil ligações, com investimentos federais na ordem de R$ 270,3 milhões.

E o programa Minha Casa Minha Vida, entregou 52.000 moradias em Pernambuco e contratou outras 72.600. Serão, ao todo 124.600 unidades, resultados de investimentos que superam R$ 4 bilhões.


Mais recursos, mais mudanças

O Governo Federal investiu, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) cerca de R$ 110 bilhões em Pernambuco. O investimento foi essencial para que o estado pudesse enfrentar a seca. Pernambuco teve 34 municípios em situação de emergência reconhecida entre 2012 e 2014. Foram repassados R$ 45 milhões em investimentos federais para garantir assistência às vítimas e restabelecer serviços essenciais.
Também foram investidos recursos em obras de infraestrutura, para garantir a segurança hídrica no estado. Além de favorecer a população com 1.237 carros-pipa atuando em 100 municípios, todos contratados pelo governo federal.
Em abril deste ano, a presidenta Dilma Rousseff inaugurou o último trecho da primeira etapa da Adutora Pajeú, em Serra Talhada, com mais de 197 km de tubulações. “A água é captada no Lago de Itaparica e é trazida até Afogados da Ingazeira, passando por Serra Talhada e pelo seu ramal. Essa primeira etapa é um orgulho para nós. Mais de 200 mil pessoas beneficiadas vão ser beneficiadas”, explicou a presidenta.

A segunda etapa da obra, já autorizada, vai sair de Afogados da Ingazeira (PE) e chegar a Taperoá (PB). Serão mais 195 km, beneficiando 112 mil pessoas em 14 municípios pernambucanos e paraibanos. O investimento do governo federal nesses dois trechos é de R$ 362 milhões.
O Ramal do Agreste também está sendo ampliado pelo governo federal e beneficiará dois milhões de pessoas, com o transporte da água do rio São Francisco. Com extensão de 71 km, o ramal vai servir a 70 comunidades e 63 municípios. O investimento foi de R$ 1,3 bilhão.


Mais Saúde, Educação e inclusão social

O estado de Pernambuco também teve a demanda por médicos totalmente atendida pelo programa Mais Médicos. Foram enviados ao estado 669 profissionais, que hoje dão cobertura a 2,3 milhões de pessoas em 144 municípios (77,8% do total do estado). Pernambuco possui 2.097 postos de saúde em funcionamento, 341 em reforma e 458 passam por ampliação. O estado tem ainda 16 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em funcionamento e 27 aprovadas para construção, das quais nove já estão em obras.

Na área educacional, foram destinados R$ 344,1 milhões para construção de creches e pré-escolas. O estado contará com 304 creches, sendo que 19 já foram concluídas e 70 estão em obras. Os estudantes pernambucanos também receberam apoio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que firmou 44,7 mil contratos desde 2011. Se somado o número de 2010, o total chega a 90,6 mil contratos.

O Programa Universidade para Todos (Prouni) concedeu 27,9 mil bolsas e o programa Ciência sem Fronteiras já beneficiou 3,1 mil estudantes de Pernambuco. Já o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), efetuou 392,5 mil matrículas em 135 municípios. A população pernambucana conta também com um novo campus da Universidade Federal Rural e sete novos campi de institutos federais de ensino profissionalizante e técnico. Cinco deles já em funcionamento.

No estado de Pernambuco, mais de 1,1 milhão de famílias foram atendidas pelo Programa Bolsa Família, que recebem um valor médio de R$ 147,31 ao mês. Desde junho de 2001, 50.394 famílias extremamente pobres foram incluídas no Cadastro Único, o que possibilitou que mais de 2 milhões de pernambucanos saíssem da extrema pobreza.

Governo Federal

Sobre ÁLVARO MELLO

...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS QUE POSSUAM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO.
CADASTRE-SE E COMENTE A VONTADE.

NO COMMENTS WILL BE POSTED TO POSSESS profanity.
REGISTER AND WILL COMMENT.

NON SARANNO PUBBLICATI I COMMENTI CHE POSSONO ESSERE PROFANITÀ. REGISTRATI E POTRAI COMMENTARE.


Top